Evolution Pulse – Os Executores

Os personagens principais de Evolution Pulse são indivíduos não-comuns e muito poderosos que são capazes de mudar o mundo de forma radical, mas ao mesmo tempo são seres humanos, ou pelo menos o que resta da humanidade. Eles precisam interagir com os outros e explorar seu lado humano.

Evolution Pulse é um mundo escuro, violento e cruel. Tudo pode ser salvo, mas infelizmente isso significaria apenas atrasar o fim por algumas horas, ou talvez alguns dias. Tudo muda e desaparece devorado pela fúria Hekath, até que os heróis decidam o destino da humanidade

PROXYS

Um Clone fisicamente perfeito, criado cuidadosamente para melhor desempenho, sua pele  pálida diferencia você do que chamam de seres humanos puros. Por conta de uma manipulação genética, seu corpo pode ativar uma regeneração perfeita em caso de lesões enormes e debilitantes. Sua dieta a base de ‘Omeghon’ mantem seu corpo sempre em forma, seu coração foi modificado para que você altere a realidade sincronizando sua pulsação. Feche os olhos e você pode sentir calmamente.

O Resto do mundo esta perdido, a mercê da fúria dos Hekath, você viu o que esta acontecendo, você viu de perto as LostZones e sabe exatamente o que os LostH sofrem, você tem memórias, todo mundo tem, ao menos não ainda. Nirvana criou uma vida para você, uma vida que você está ganhando pedaço por pedaço. Esta vida é medida em suas habilidades e suas predisposições genéticas. É por isso que você está em busca de LostZones como um Executor.

Você sente uma sensação de empatia por LostHs, quem não sentiria? Cada um deles merece uma vida melhor, ou ao menos, melhor. Seu propósito é claro, seus pensamentos pré criados são a única parte da sua humanidade, mas você pode torná-los real um dia.

HYONOS

Você é um forma de pensamento, uma materialização física da vontade de um sono humano, Eden obrigou você a acordar no velho mundo carregando sua mente em um simulacro físico para combater a escuridão. Sua natureza é justa, seus olhos são profundos e completamente turquesa. Seu corpo poderia ser qualquer coisa que você quer, mas o código sagrado impõe a você que preserve uma parte de sua humanidade, copiando sua aparência. Você parece divino porque sua missão é salvar a humanidade. Você se envolve com símbolos místicos dados por uma fé universal.

Você pode modificar seu corpo realinhando sua realidade toda vez que precisar, mas você sempre retornará ao simulacro que escolheu no momento de seu renascimento. Você não precisa de alimento, seu coração não tem pulsações e você não tem sangue em suas veias. Sua mente é tudo, é a única coisa a que você apela para que sua presença seja material.

Você pode realinhar sua realidade toda vez que precisar, mas sua psiquê sofrerá as consequências. Em caso de colapso cerebral, o seu simulacro vai cair em pedaços também, assim como um fantoche quebrado. Você luta contra Hekaths, mas ao mesmo tempo evita o contato com eles, porque sua capacidade de devorar a matéria é a única coisa que pode impedi-lo de realinhar sua própria realidade.

Hekath são o mal, a escuridão da alma humana e a ira divina que atingiu nosso velho mundo. Você viaja entre LostZones buscando almas miseráveis ​​para salvar, e você sacrificou sua vida mundana para um propósito mais elevado: a segurança dos últimos remanescentes da humanidade. Destinado a uma vida de luta e sofrimento, você sabe que sua escolha foi a única possível, porque seu sacrifício permitirá que muitos outros sobrevivam. Hekath são puro, feroz e devastador ódio. Você não tem misericórdia, e se ergue como bastião contra o fim dos tempos.

HYDRAS

Você é um cyborg, a perfeita fusão entre um organismo biológico e o poder cibernético do século XXXI. O Olimpo criou você para defender aquela pequena parte da humanidade que resta. Sua aparência pode mudar devido ao que você decide montar para o seu corpo. Não é o melhor em termos de moda, mas certamente é muito prático no LostZones. Você está coberto com cabos e placas de metal, que permitem implantar as peças mecânicas mais diversas e úteis em seu corpo.

Você é capaz de criar armas e veículos e, se você tiver tempo suficiente, até mesmo defesas para ajudar os LostHs em sua luta para sobreviver. Os seres humanos são frágeis e fracos, mas ao mesmo tempo fortes e tenazes, e você gosta deles.

O mundo mudou e assim também todas as pessoas que viveram nele. Você tem uma memória remota de sua vida antes de seu renascimento cibernético, mas mesmo aquela pequena quantidade que o metal deixou em você, é suficiente para entender que nada é imutável. E, na melhor das hipóteses, só fica pior. O mundo está em pedaços agora …

Você gosta de peças, porque sua melhor habilidade é remontar, reconstruir e reparar qualquer coisa. Mas essas peças são fragmentos de algo perfeito que não existe mais. Agora há Hekaths que tentam devorar pedaços, Proxies que tentam copiar pedaços e Hyonoses, que às vezes os põem de lado e às vezes os queimam em nome do que eles acreditam.

E então há você, observando as peças, aqueles fracos, assustados e na maioria das vezes inconscientes, peças. Eles são os LostHs, pedaços de uma humanidade à deriva esperando para ser remontados em algo novo.

E O QUE VEM POR AI?

Ainda vamos falar muitos mais sobre o Evolution Pulse, o jogo entra em financiamento coletivo através do site Catarse, em março deste ano (em breve divulgaremos a data pra você já ir se programando), com isso existe a possibilidade de trazermos também a expansão do cenário chamada de ‘Echi Oscuri’ na Itália, que além de ampliar bastante a historia, ela acrescenta como personagem jogável os Obscura, humanos que foram afetados pela matéria Hekath tornando-se hibridos (teremos uma postagem especial falando sobre eles), e muitos mais extras interessantes que só vão agregar ao jogo. Na proxima contaremos um pouco sobre ‘A Trindade’, e você poderá conhecer as IA’s que comandam os Executores em sua jornada contra a fúria Hekath, evitando que o mundo termine.

Por enquanto, acompanhe a página da Fabrica Editora no facebook para novidades a cerca do Evolution Pulse e muito mais que esta sendo e será divulgado.

@fabricaeditora

grande abraço e até a próxima

2 comentários em “Evolution Pulse – Os Executores

Deixe uma resposta