Fate Supers: Seja Um Herói em Fate!

Por natureza, os personagens em Fate são incríveis! Eles possuem capacidades além do comum e são bem-treinados para fazer o que sabem. Mas será que ainda há a possibilidade de tornar as coisas ainda mais incríveis? Sim! Vamos explorar durante o mês de agosto as possibilidades de super-heróis combatendo super-vilões usando habilidades e poderes incríveis!

Para isso, vamos usar como base (a pedido dos Padrinhos do Conexão Fate) o SDR do Venture City! Nele, há uma gama de regras padrão que nos fornecem a base e os exemplos para criarmos nossas próprias ideias, com um sistema prático e fluido de super-habilidades para seus personagens! Então, fique ligado nas postagens aqui no blog!
Para criarmos uma aventura, ou mesmo uma campanha, onde os personagens são super-heróis, não é muito difícil ou tão diferente dos outros estilos de aventuras. Claro, o gênero em si pede que organizemos as ideias de uma certa forma, mas isso não vai muito além do padrão: juntar umas ideias legais, pensar em algumas cenas incríveis, criar vilões escabrosos e jogar os personagens no meio disso tudo. Mas há algumas coisas que podem facilitar as coisas na hora da preparação.

Busque Referências

Não importa se em quadrinhos, livros, desenhos ou filmes; assista, leia e se familiarize com o gênero. As possibilidades de heróis são bem diversificadas; alguns com tom mais obscuro (Batman, Wildcats, The Darkness, etc) e outros menos (Homem de Ferro, Homem Aranha, Superman, etc). Encontrar boas referências e se inspirar nelas é um ótimo ponto inicial para estabelecer o clima do jogo e estilo dos personagens.

Você pode usar esses heróis ou suas histórias e edições favoritas como base para criar aspectos para os personagens (Sou uma criatura da noite; Super-herói, super-rico e super-inteligente) ou mesmo para as campanhas (Há um grande vilão à solta; O Sr. Congelador deverá pagar!).

As Origens e Tudo Mais

A era de ouro dos quadrinhos (1939-1955) era algo incrível (se não leu ainda, busque, é bem divertido). As origens das habilidades dos heróis eram bem incertas e os vilões e enredos não eram tão complexos e profundos. Isso era incrível por que as histórias eram simples e direta, repletas de ação e cenas de tirar o fôlego.

A era moderna dos quadrinhos (de 1996 pra cá) tornou tudo mais complexo e aprofundado, com personagens possuindo plano de fundo, superciência e enredos complexos. Encontre um formato que melhor se enquadra no que o grupo espera da partida, pois isso guiará a criação da história e dos personagens dos jogadores.

Aspectos como Forte como um touro, Rápido como um raio são aspectos comuns para personagens de aventuras como os da Era de Ouro.

Super-heróis São Diferentes de Heróis

Há muitos heróis nas lendas e histórias que lemos por aí. O que torna os heróis dos quadrinhos diferentes é o seu comportamento. Muitos dos heróis antigos matavam sem misericórdia, quebravam leis, violavam os direitos das pessoas e faziam tudo o que era necessário para alcançarem o que queriam. Os heróis dos quadrinhos modernos seguem códigos de moral, muitas vezes criados por eles mesmo, que mostram porque eles são diferentes. Eles não apenas fazem justiça com as próprias mãos, matando descontroladamente, mas antes disso, levam esperança e paz. Claro que há exceções, como os anti-heróis, mas esses justiceiros não estão muito longe de “agir belo bem maior”.
Aspectos como Todos merecem viver, A misericórdia é a maior arma, são bem comuns como atitude geral da maioria dos heróis.

Grandes e Pequenos Problemas

Qualquer herói tem seus próprios problemas, além de ter de lidar e resolver os problemas dos outros. As melhores histórias em quadrinhos de heróis mostram como eles têm de lidar com o dia a dia (trabalho, relacionamento, família) e ainda por cima serem os heróis que todos precisam. A questão é: os jogadores se divertem resolvendo problemas através das habilidades do seu personagem. Seja algo pequeno, como uma briga entre mãe e filha ou um super-vilão que destruirá a cidade, ele precisa se mexer para fazer as coisas acontecerem – ou impedir que aconteçam. Já que eles são super-heróis, dê-lhes super-problemas para resolverem.
Alguns aspectos de questões do cenário interessantes são: Essa bomba precisa ser parada, As pessoas estão fora de si!

Faça os Jogares Sentirem-se Úteis

Uma boa campanha de super-heróis permitirá que todos os personagens brilhem de alguma forma, tanto como grupo, como individualmente. Crie grandes e pequenos problemas que eles possam trabalhar – lidar com assaltantes de rua, depois um grande assalto a banco e então a descoberta de um vilão no mesmo nível de poder deles é uma ótima forma de mostrar como eles são úteis ao mundo, de maneira progressiva.

Em outros estilos de jogos os jogadores normalmente desejam matar criaturas, encontrar tesouros e se tornar mais fortes. Em jogos no estilo de super-heróis é simples: eles querem ser cada vez melhores – como indivíduos ou em capacidades. Os desafios são o que prova a capacidade de um jogador de lidar com tais situações usando seus personagens.

Recompensas e Punções

Recompense os jogadores que agirem de acordo com seus personagens (os aspectos de um personagem falam muito sobre isso). Se um personagem possui o aspecto Supero minha covardia por causas nobres e o jogador age como se não se importasse com as pessoas ou o mundo, talvez ele deva ser lembrado de como isso pode soar inapropriado de acordo com a personalidade do personagem. Recompensar boas ações e atitudes, em especial inspiradas nos aspectos do personagem, com um ponto de destino pode fortalecer o comprometimento do jogador.

Da mesma forma, punir os jogadores que agirem muito fora do contexto do personagem, exigindo até mesmo que eles paguem um ponto de destino por isso, pode mostrar que eles estão saindo um pouco da ideia de jogos de super-heróis. Por Deus, estamos falando de heróis aqui! Aja como um!

Perguntas que Precisam de Respostas!

Em Fate, a melhor forma de criar uma aventura é criando aspectos que os personagens precisam superar – modificando-o ou fazendo o possível para que ele desapareça. Pense nas seguintes perguntas:

Há quanto tempos as pessoas começaram a conseguir poderes e como?

Isso pode criar questões de jogo interessante (Mutantes de laboratório com planos malignos). O narrador pode sentar com os jogadores para avaliar a origem de tudo. Como cada um dos personagens conseguiu seus poderes? Eles são alienígenas? Mutantes? Parte de uma experiência?

Independentemente do que decidir, encontre formas de representar isso nos aspectos do jogo e dos personagens.

Como o mundo reage a essas pessoas com habilidades especiais?

A maioria da população é a favor ou contra tudo isso? Existe alguma organização secreta que caça ou treina esses indivíduos? Muito do que vai ditar isso é o que as pessoas com super-poderes são capazes de fazer. Elas se esforçam a impedir atentados terroristas? Ajudam a aperfeiçoar as formas de combustível e energia?

Esses detalhes podem levar algum tempo para serem finaliziados, talvez parte da primeira sessão de jogo (se você for precavido, pode tirar alguns minutos durante a semana para deixar boa parte disso pronto para o dia do jogo).

Assinatura mensal da Revistinha Conexão Fate, digital em PDF e impressa sob demanda! Garanta a sua!

Fábio Silva

Amante de jogos de mesa, violino e jazz. Brinca de escrever e desenhar numa casinha do interior, com sua esposa e muitos gatos (são muitos mesmo).

Um comentário em “Fate Supers: Seja Um Herói em Fate!

Deixe uma resposta